As Relações Públicas e a figura de 2010

Guess What Comunicação, Relações Públicas 31 Dezembro, 2009

croquete

Para mim não há contestação. O croquete foi a grande figura comunicaional do ano. Uma das menos valorizadas receitas de culinária, passou este ano a fazer parte do léxico dos técnicos nacionais de Relações Públicas, graças à primeira e empolgante obra de Renato Póvoas – “Relações Públicas sem Croquete”.

A origem é holandesa, na Alemanha, é conhecido como krokretten e geralmente é feito de batata. Na Espanha, brilha entre as tradicionais tapas na versão croquetas de jamón – feito com presunto serrano. Em Portugal foi capa de livro, tema de conversa em blogues, entrevistas com o Fernando Alvim e alvo de acções de goodwill de fim de tarde (obrigado colegas da Novartis). Sem dúvida o comeback do ano!

Em 2009 ficámos a saber que o bom croquete não precisa ser feito necessariamente de carne. Peixes e frutos do mar, cordeiro, pato, coelho, vitela, linguiça, frango, legumes variados e agora Relações Públicas. Nem o Victor Sobral se lembraria de tal condimento.

Um bom 2010 para todos e agora vou buscar o cachet por este momento de publicidade gratuita, perdão, merecida homenagem.