Design

Uma ideia de se tirar o Rótulo

Guess What Comunicação, Design, Eventos, Mercado Nacional 5 Novembro, 2018

Já foi lá atrás, no dia 15 de Setembro 2018 que aconteceu a junção da cervejeira artesanal Musa e o festival de cinema Queer Lisboa, que originou a brilhante ideia de incentivar o fim dos rótulos. Neste seguimento, decidiram lançar a cerveja “No Labels”, cerveja oficial do festival, onde o rótulo sai apenas passando o dedo sobre a garrafa.

Ler Mais

Design e música… e é Natal!

guess what Design 18 Dezembro, 2017

É comum numa agência de comunicação (e em todo o lado!) encontrar a equipa a trabalhar com fones nos ouvidos. Quem nunca o fez?

Existem muitas razões para trabalhar enquanto se ouve música: desde inspiração, concentração ou mesmo distração… e a verdade é que a música e (especialmente) o design, têm muito em comum:

Ler Mais

I see (bad) Design… all the time

guess what Design 1 Março, 2017

Nunca é de mais reforçar a importância do design, como está sempre presente no nosso dia a dia e faz toda a diferença até nas pequenas coisas, por exemplo até num cartão com apenas dois nomes.

A esta hora todos já sabemos o que aconteceu na noite dos Óscares, e não estou a falar da entrega das estatuetas (bem, mais ou menos). Resumindo, alguém leu o cartão errado. Culpas à parte, o momento embaraçoso poderia ter sido evitado com uma simples melhoria na tipografia do cartão, tão simples quanto isso.

Numa breve análise ao cartão com vencedor do prémio, verificamos que o nome do vencedor e o título do filme têm exatamente o mesmo tamanho e o mesmo tipo de letra.

Uma tarefa tão simples como ler um cartão pode ser um momento de stress, tendo em conta que está a ler para milhões de pessoas e é tambémo nome do prémio mais importante da noite. Portanto o cartão deveria ser simples e claro, e não dificultar a sua leitura.

Bastava alterar o tamanho e a disposição do texto e provavelmente teriam percebido o erro antes de chamarem ao palco os “vencedores” errados.

A tipografia é muito importante no design e é muito mais do que simplesmente escolher um tipo de letra bonito e ter as palavras legíveis, o tipo de letra e a sua disposição podem fazer toda a diferença entre um bom ou mau design e até comprometer o sucesso de um projecto.

“Uma composição tipográfica deve ser especialmente legível e visualmente envolvente, sem desconsiderar o contexto em que é lidoin Wikipedia.

Neste artigo podem ler mais sobre o assunto e ver uma (melhor) alternativa aos cartões.

@Tânia Espinheira, Creative & Designer Consultant

Palavra do designer

guess what Design 31 Maio, 2016

O design ainda é visto como algo simples e rápido de fazer, que qualquer um até consegue fazer, sobretudo por quem trabalha fora do mundo da comunicação,  marketing e publicidade. Resume-se a “fazer bonecos”, “acrescentar umas coisas no computador” e cobrar por ele é quase pecado, afinal “é para o portfolio” ou “um favor para um amigo”.

Os males do designer começam a ser partilhados com o mundo, muitos riem com as situações caricatas, mas o designer “chora por dentro”.  Alguns testemunhos estão representados nos pantones certos, diariamente, em “Palavra do Cliente” e “Clients from Hell”, partilham-se experiências, confirma-se que não estão sós nos dramas diários e claro descontrair e rir um bocado.

Mas há sinais de mudança, há cada vez mais quem valorize o trabalho de um designer em Portugal e lá fora os designers portugueses são já conhecidos e reconhecidos.

Prova disso são os resultados da última edição dos European Design Awards. Os prémios mais conceituados da área a nível europeu, que para o ano se realizam no Porto, premiaram seis agências portuguesas com seis pratas e um bronze. Na cerimónia realizada em Viena de Áustria, a R2, já premiada em 2015 e a Bürocratik foi distinguida em duas categorias.

Tudo sobre os prémios aqui.

@Tânia Espinheira, Creative & Designer Consultant

Retro Google

guess what Comunicação, Design, Digital 2 Setembro, 2015

A Google mudou. Segundo o Blog oficial da Google: “Today we’re introducing a new logo and identity family that reflects this reality and shows you when the Google magic is working for you, even on the tiniest screens. As you’ll see, we’ve taken the Google logo and branding, which were originally built for a single desktop browser page, and updated them for a world of seamless computing across an endless number of devices and different kinds of inputs (such as tap, type and talk).”

Será que simplificaram em demasia? Tem um aspeto mais retro e mais simples, mas será que é esta a tendência? Não sabemos.

Só sabemos que não são os únicos, a Samsung, o Facebook também alteraram a sua identidade através de pequenas mudanças muito subtis mas explicadas com minúcia pelas marcas. Não estamos a falar do futuro mas sim do presente e de uma era que é marcada pela simplicidade das coisas.

A Google mudou.

@Marta Barroso, Digital Manager

Um novo conceito: Telemóvel em blocos

guess what Design, Digital 17 Setembro, 2013

Na semana passada a Apple lançou o seu novo iphone 5S, e quem tem o 5 já se sente desactualizado. Também a Google lançou o seu novo android kitkat.

Estamos sempre a um passo de estarmos desactualizados.

Mas agora surge um novo conceito, o Phoneblocks. Um telemóvel diferente, onde é possível trocar os diferentes componentes individualmente, encaixando-os como peças de Lego.

Da mesma forma que se faz um upgrade ao PC, a ideia é actualizar o telemóvel para as características mais potentes conforme os lançamentos do mercado. Caso algo se estrague apenas trocar o componente e sem precisar desmontar nem comprar um telemóvel novo.  E para quem se preocupa com o ambiente, é ainda uma forma de diminuir o lixo electrónico.

Por enquanto, é apenas uma ideia e o projecto ainda está na fase de angariação de investidores. Para tal, a empresa pretende criar “barulho” virtual nas redes sociais até 29 de Outubro, através da plataforma Thunderclap. Em 7 dias o vídeo já tem mais  de 12 milhões de visualizações.

Quem gostar da ideia e quiser fazer “barulho” virtual pode aceder à página do produto e dar o seu apoio.

http://www.phonebloks.com/

Uma letra ou algo mais?

guess what Design, Publicidade 12 Julho, 2013

Nesta época de férias, as campanhas de sensibilização para condutores multiplicam-se, e hoje as marcas de automóveis estão cada vez mais sensibilizadas e preocupadas com os seus condutores.

Além de “ se conduzir, não beba”, é importante relembrar que se conduzir, não mexa no telemóvel.

Várias campanhas têm surgido, e muitas chocantes, mas a Fiat apresenta uma subtil e brilhante, assinada pela Leo Burnet Brasil.

A Fiat explica que ao escrever sms enquanto conduz, não vê as coisas mais importantes.

E você, o que vê? A letra ou algo mais?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“You either see the letter or the girl. Don’t text and drive.”

“You either see the letter or the dog. Don’t text and drive.”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“You either see the letter or the bus. Don’t text and drive.”