Do Twitter para o mundo: já chega.

guess what Digital 10 Fevereiro, 2017

Já chega de bullying. Já chega de trolls. Existem inúmeras formas de bullying e o Twitter pretende acabar com uma delas. A utilização de trolls difamadores, xenófobos e sexistas é cada vez mais usual e “normal”. Ao invés do seu propósito de conteúdo light fun como este:

Segundo a publicação na Fortune, “o Twitter fez três novas mudanças no seu serviço que ajudarão os seus utilizadores a identificar e reagir contra pessoas que promovam e obstruam os seus feeds com mensagens de ódio”. As mudanças passam por impedir que utilizadores identificados criem novas contas no Twitter, que alguns sejam sinalizados e outros literalmente bloqueados permanentemente da plataforma.

Estas alterações já surtem o seu efeito, pois segundo a Variety, “o número de trolls gerados nos últimos meses, desceu drasticamente”. Isto leva a crer que casos como o da atriz Leslie Jones, de “Saturday Night Live” e “Ghostbusters”, atacada no verão passado com tweets racistas, levando-a a abandonar temporariamente o serviço, sejam cada vez menos e mais raros.

Será que esta reação/ação do Twitter deve ser tão radical? Por uns, pagam todos? Ou é um pequeno passo em prol da luta contra o bullying (online)?

Dá que pensar…

@Marta Barroso Gonçalves, Digital Manager