E viva a informação…

guess what Assessoria Mediática, Comunicação, Relações Públicas 18 Fevereiro, 2014

Assumir a complexidade da vida moderna significa incorporar na rotina pessoal a consciência de que não temos condições de captar toda a diversidade de percepções da realidade e que, portanto, as nossas opiniões e posicionamentos são sempre relativos.

Os tempos de facto mudaram e não é possível confiar numa única fonte de informação, por melhor que ela seja. Cada vez mais as pessoas consultam diferentes fontes de informação para tomarem as suas decisões ou simplesmente manterem-se informadas e poderem opinar sobre este ou aquele assunto. Desde jornais, revistas, notícias ouvidas na rádio logo de manhã ou seguidas nos noticiários ao fim do dia, passando pela imprensa online e pelas redes sociais ao longo do dia, a mesma informação / notícia é dita e logo percepcionada de diferentes formas.

Para manter uma sintonia mínima com a dinâmica social, os jornalistas não têm outra alternativa senão pesquisar, duvidar, conferir e compartilhar dados, informações e conhecimentos. Obviamente que isto leva o seu tempo e, com o ritmo alucinante que a sociedade em geral vive hoje em dia, os meios de comunicação social têm que gerir todo um conflito que se lhes depara entre o ir a fundo da notícia que estão a transmitir ou, simplesmente, passar a informação básica, com uma ou outra nuance que, na maioria dos casos, acaba por explorar o voyeurismo do que mais impacto (e vendas) pode trazer.

Ter a noção clara do poder e influência que nos dias de hoje, a comunicação social tem junto das pessoas que se querem informadas, é primordial. Perceber que existe um enorme desafio por parte de quem comunica em conseguir transmitir, no momento útil, a informação mais correta e completa possível é essencial e, concluir que, para colmatar algumas falhas e dificuldades, nomeadamente em termos de gestão de tempo, começar a ver nas agências de comunicação fontes de informação dos jornalistas, podem se facto ser factores que proporcionem a passagem de melhor e atempada informação.

E assim vivemos na era da informação…