Entreter, mas não só

guess what Digital 12 Janeiro, 2016

Pensar fora da Caixa

Entrar num novo ano com notícias positivas é saudável a todos os níveis. E 2016 já começou assim.

Pode já ter lido esta notícia num qualquer feed de redes sociais: uma bebé foi salva graças ao uso dos óculos de realidade virtual da Google.

Uma equipa de cirurgiões de um hospital de Miami, nos EUA, recorreu aos Google Cadboard para ver em 3 dimensões o coração de uma bebé e, assim, planear uma operação que lhe salvou a vida.

A experiência foi apelidada de “revolucionária” pelos médicos e fez a diferença entre a vida e a morte.

Se pensarmos bem trata-se de utilizar algo que foi criado para entreter com um intuito diferente, o de realizar uma operação arriscada e que, sem acesso a imagens 3D não seria possível.

A capacidade para pensar “fora da caixa”, que neste caso é dentro da caixa dos óculos da Google, permitiu uma inovação médica.

Na saúde, como na comunicação e noutras áreas, a capacidade de ver além do que nos é apresentado é reconhecida como uma qualidade que dá frutos.

E você, já pensou fora da caixa hoje?

 

@Ana Magalhães Neves, Communication Trainee