Guess What PR cria InovaComLab

Guess What Digital 3 Outubro, 2010

Inovação

A inovação é hoje uma alavanca incontornável para o sucesso das empresas, contribuindo decisivamente para uma maior vantagem competitiva no mercado. Neste sentido a Guess What PR lança agora o InovaComLab®, uma unidade da empresa que visa ajudar as organizações a encontrar inovadoras formas e ferramentas de comunicação e relacionamento com os diversos públicos.

Destinado a qualquer tipo de marca, independentemente do sector, abrangência geográfica ou estadio, este projecto pioneiro pretende encontrar caminhos alternativos e mais eficazes para chegar aos diversos stakeholders que, perante o actual paradigma da comunicação empresarial, estão hoje mais fragmentados e dispersos.

Para este propósito, e em função dos trabalhos angariados, será criada uma equipa de Gestores de Inovação Comunicacional (GIC) com competências técnicas a diversos níveis. Cada projecto terá uma abordagem única, sendo desenhado à medida do desafio do cliente e das necessidades identificadas.

Tal como a Guess What PR, o InovaComLab® tem como ADN a criatividade e o pensar out of the box. Aqui não existirá espaço para ideias pré-concebidas ou limites à imaginação. Estamos dispostos a correr riscos, pois sabemos que só assim conseguiremos ir mais longe e inovar verdadeiramente. Apesar de mais cómodas não nos iremos refugiar em falsas inovações”, refere Renato Póvoas, managing partner da Guess What PR. “A nossa estratégia passa por criar novos instrumentos de comunicação e conjugar os actuais de forma diferente, tendo sempre em conta o perfil da marca, públicos a que se destinam e respectivos objectivos de negócio. Por estarmos convictos dos resultados que daqui poderão advir, estaremos dispostos, sempre que o cliente pretenda, de partilhar o risco com ele e assumir uma remuneração baseada nos reais proveitos do projecto”, conclui o responsável.

 “A inovação sempre significa um risco. Mas ir ao supermercado de carro para comprar pão também é arriscado. Qualquer actividade económica é de alto risco e não inovar – isto é, preservar o passado – é muito mais arriscado do que construir o futuro”. Peter Drucker