Public Affairs e Relações Públicas: uma união de grande impacto

guess what Comunicação, Public Affairs, Relações Públicas 11 Abril, 2016

A disciplina de Public Affairs tem vindo a ganhar cada vez mais peso e protagonismo no seio das Relações Públicas. Curiosamente, enquanto todas as grandes redes internacionais de RP apostam em departamentos especializados nesta área, em Portugal conta-se pelos dedos de meia mão as empresas com estruturas internas de Public Affairs.

Na Guess What as experiências que temos tido a este nível através sua integração em Projetos Globais de Comunicação e Relações Públicas têm sido muito positivas. As iniciativas de comunicação ganham uma dimensão complementar e alguns dos objetivos propostos são atingidos de forma mais célere.

Numa época em que cada vez mais os centros de decisão estão alertados para o que os media produzem, é necessário por vezes utilizar este instrumento estratégico para que o ambiente público seja favorável a cada processo. Neste contexto, ter em casa uma equipa de especialistas em Relações Institucionais e Governamentais é fundamental.

Um dos objetivos primordiais de um bom serviço de Public Affairs é o de estabelecer uma boa reputação e construir/manter um envolvimento positivo com os diversos stakeholders externos de uma companhia e contribuir positivamente para o desenvolvimento político e regulatório de um determinado processo. Para tal, são precisos os melhores, em termos académicos, estratégicos e ao nível da network de influência.

O Public Affairs requer também uma abordagem de comunicação integrada, definida para sensibilizar com eficácia públicos-alvo específicos. É fundamental para assegurar uma divulgação de mensagens orientada no sentido de potenciar o processo de Gestão de Influência.

 

@Jorge Azevedo, Managing Partner da Guess What

Nota: Texto originalmente publicado no site Liga-te à Media.