criatividade

A exposição da coragem

guess what Comunicação, Relações Públicas 13 Março, 2013

Decorre até ao próximo dia 15 de março no Edifício do Campo Grande da Câmara Municipal de Lisboa a 4ª Mostra Fotográfica do Projeto RETRATO DE MIM, uma iniciativa de grande valor da Associação Portuguesa de Apoio à Mulher com Cancro da Mama.

Fotografias e histórias de mulheres portuguesas que enfrentaram o cancro da mama e sobreviveram para contar as suas histórias de coragem. Nos difíceis tempos que correm são exemplos destes que nos ajudam e encarar o mundo sem medos. A Guess What apoia e aprova!

Do sentido de oportunidade. Ou da falta deste.

guess what Comunicação, Digital, Relações Públicas 19 Fevereiro, 2013

“You can still dunk in the Dark.” Tradução? “A tua atenção é preciosa, obrigado.” Talvez seja uma tradução demasiado livre, mas qualquer gestor de marca e de RP perceberá o sentido.

A edição de 2013 do Super Bowl, um dos maiores eventos desportivos do mundo e o espaço publicitário mais caro de sempre, ficou marcada por um apagão que durou mais de meia hora.

Em poucos minutos, a Oreo contra-atacou com um Tweet onde se podia ler “Power Out? No problem” que não só fez as delícias dos consumidores, como preencheu a lacuna do entretenimento prometido aos adeptos.

Mais de 16 mil retweets depois, a Oreo provou que, além de contar com uma fabulosa máquina de comunicação, sabe aproveitar a oportunidade. A marca explorou a disponibilidade “forçada” dos adeptos e a explosão da comunicação digital, bem como a alteração que os smartphones e redes sociais imprimiram nos hábitos de consumo e socialização nos grandes eventos, onde tudo é partilhado ao minuto, tornando-se um palco ainda mais atrativo para as marcas.

Menos sorte teve a Nike, no que toca ao sentido de oportunidade. Depois da detenção de Oscar Pistorius pela suspeita de homicídio da namorada, a marca cancelou a campanha cujo conceito remetia para a velocidade do atleta: “I’m the bullet in the chamber”.

Evitando a inevitável associação de mau gosto ao caso, a marca suspendeu a campanha mostrando que por vezes o sentido de oportunidade também passa por tirar as tropas de campo e rever a estratégia.

Podemos falar num fator de sorte, ou falta dela, nestas oportunidades? Talvez. Mas, para lá da sorte, há um enorme trabalho de definição da identidade e gestão de marca que permite uma resposta no timing, que dispensa longos processos de reflexão e aprovação. Uma preparação exigente, mas que distingue quem consegue explorar as (boas) oportunidades.

Olhó gelado!

guess what Comunicação, Relações Públicas 11 Maio, 2010

ola

A equipa de marketing e comunicação da Olá tem mostrado um dinamismo e criatividade admirável. Ao longo dos últimos tempos, várias têm sido as iniciativas dignas de nota como o lançamento de edições limitadas de produto, a recuperação de um “clássico”  da marca para celebrar o seu 50º aniversário e a aposta em canais alternativos de comunicação marcados pelo tom humorístico e pelo ADN viral.

A Marketeer dava ontem conta que agora a marca “ressuscitou” (nada como enquadrar a terminologia deste post na actualidade da semana) o Fizz Limão depois de Nuno Markl ter assumido no seu programa de rádio ser um dos maiores fãs deste gelado. Entretanto, o Facebook fez o resto com um grupo que ultrapassou rapidamente os 2500 fãs.

A marca está atenta ao consumidor, conversa com ele e, acima de tudo, tem noção do timing do negócio. E por isso é mais falada e poderá até, pelo caminho, ganhar uma ou outra distinção na área. Mais importante do que isso, está a potenciar o brand value e a aumentar o volume de vendas. Parece-me bem.

Melhor emprego do mundo: repetir a receita?

guess what Comunicação, Publicidade, Relações Públicas 18 Agosto, 2009

best job

O departamento de turismo de Queensland, na Austrália, anunciou o relançamento da campanha “Best Job in the World” e vai agora dar oportunidade a três concorrentes para acompanharem Ben Southall (o britânico vencedor do concurso) no seu “emprego” paradisíaco.

Depois de 34 mil pessoas se terem candidatado ao melhor emprego do mundo e desta iniciativa ter sido destacada nos media de todo o globo, o departamento de turismo de Queensland parece agora querer esticar o “filão” da campanha em plena silly season.

(auto) Comunicação criativa

Guess What Comunicação 22 Junho, 2009

Para quem quer surpreender no mercado de trabalho, aqui ficam alguns exemplos de Curricula bem criativos. Aguns funcionam bem, outros estão (graficamente) um pouco confusos mas vale a pena consultar esta interessante colecção. Para potenciais candidatos que não se importam de correr aquela “extra mile” para supreender os responsáveis de RH das empresas.

A crise é inimiga da inovação

Guess What Comunicação 15 Dezembro, 2008

Ainda há dias Martin Lindstrom, expert em Marketing Sensorial, aquando da sua passagem por Lisboa, referia que “as marcas são prostitutas. Querem agradar a todos os clientes e não podem. Sendo que o problema reside no facto das marcas serem geridas pelos directores de marketing, que têm medo de ser despedidos”.

Concordo em absoluto com estas ideias. Os marketeers vivem hoje em dia aterrorizados pela crise económica e pelos efeitos que essa conjuntura provoca ao nível dos recursos humanos nas empresas. Têm receio de apostar em formatos e abordagens diferentes. Preferem os modelos convencionais, mesmo que estes proporcionem cada vez menores resultados. “Se sei que o anúnciozinho de televisão vai resultando, para quê mudar?”, dirão alguns.

De facto, utilizar os recentes instrumentos de comunicação, cuja eficácia é mais difícil de medir, é algo ainda muito distante para a maior parte dos marketeers que se encontram de pedra e cal nas empresas. A crise claramente não beneficia a inovação.

Os marketeers não são atrevidos e fogem de situações que os leve a assumir o risco. Claramente ainda não perceberam que o marketing tradicional morreu. Ou melhor, talvez já o tenham percepcionado mas recusam-se a dar o passo em frente. Agora a decisão é sua, se pretender ser vencedor, existe apenas um caminho: Inovar!

Para reflexão:

» “Um aspecto essencial da criatividade é não ter medo de fracassar.” Dr. Edwin Land

» “Um executivo que não sabe gerir a inovação é incompetente e inadequado para a sua função.” Peter Drucker