estudo

Portugueses confiam em gelados, carros topo de gama e chocolate

guess what Comunicação 4 Junho, 2015

A Marktest perguntou aos portugueses quais são as marcas em que mais confiam e os portugueses escolheram marcas de gelados, automóveis topo de gama, chocolate, leite e bebidas. Por ordem decrescente, as marcas com melhor reputação em Portugal são a Olá, Mercedes, Nestlé, BMW, Compal, Luso, Danone, Audi, Mimosa e Milka.

Estes dados foram revelados esta semana pelo Marktest Reputation Index 2015 (MRI) e são um importante indicador para quem trabalha na área da imagem e reputação das marcas. Um aspeto positivo a destacar é que no “top ten” encontramos três marcas portuguesas: a Luso, a Compal e a Mimosa.

Com a indústria alimentar e automóvel a dominar as preferências dos portugueses, conseguimos perceber que as marcas conquistam também pela familiaridade e pela forma como estão presentes no dia-a-dia do consumidor.

Outros aspetos deste ranking podem ser conhecidos aqui.

@Susana VianaSenior Communication Consultant

Venha almoçar connosco… na secretária

guess what Comunicação, Relações Públicas 26 Março, 2013

Depois de todos os anos serem publicados estudos que demonstram que as relações públicas são uma das profissões mais stressantes, o Salary and Job Satisfaction Survey promovido pelo PR Daily encontra uma das justificações: 69 por cento dos profissionais de RP almoçam na secretária.

“Existem cada vez mais relatórios sobre os perigos de permanecer muito tempo sentado, por isso só o ato de levantar-se para andar até outra sala para comer é importante, ou melhor ainda, apanhar algum ar fresco em conjunto com um pequeno passeio pode fazer maravilhas ao corpo e ao espírito”, explica um artigo da Forbes sobre as melhores maneiras de aproveitar a hora de almoço. Mas este bom hábito é adotado por apenas 10 por cento dos RP, que optam por sair com os colegas para almoçar.

Depois há os fundamentalistas: 7 por cento dos inquiridos afirma não ter tempo para almoçar, nem sequer para comer uma sanduíche com uma mão, enquanto mexe no rato com a outra. E 1,4 por cento acaba por passar a hora de almoço com os clientes.

No entanto, não almoçar não é necessariamente prejudicial à saúde. Alguns dos inquiridos referiram que preferem fazer exercício na pausa de almoço e comer na secretária a seguir.

No artigo sobre as melhores formas de aproveitar a hora de almoço, os especialistas da Forbes aconselham a utilizar a pausa de almoço em pleno. “Mesmo que não use a pausa completa todos os dias, deve aproveitar este momento para sair do escritório, ir almoçar, exercitar o corpo e a mente, reunir-se com velhos amigos e tratar de assuntos pessoais. Percecione também qual é a cultura do escritório, se a regra é almoçar em menos tempo, siga o exemplo dos seus colegas”.

De qualquer forma, quando quiser marcar um almoço com um RP, talvez seja melhor pensar num jantar…

e-Health Inovação Portugal 2012

Guess What Comunicação 25 Maio, 2012

imagem e-Health

É já no próximo dia 30 de maio (4ªfeira), pelas 11h, no Auditório TMN, em Lisboa, que decorrerá a apresentação do estudo “e-Health Inovação Portugal 2012”. Trata-se do primeiro levantamento nacional dedicado às perceções, atitudes e níveis de literacia tecnológica de profissionais e decisores do sistema de saúde em relação às várias inovações associadas ao e-Health e TI’s relacionadas (TeleHealth, Mobile Health, Telecirurgia, Comunicação e interação com as comunidades, entre outras). A investigação envolveu 1500 profissionais de saúde, entre médicos, farmacêuticos e enfermeiros.

O “e-Health Inovação Portugal 2012” é uma iniciativa desenvolvida pela Guess What PR, cuja investigação foi executada pela Spirituc – Investigação Aplicada e coordenada pelo Prof. Paulo Moreira, Editor-in-Chief do international Journal of Healthcare Management, da Many Publishing de Londres. Não posso deixar de agradecer à Fundação Portugal Telecom (patrocinador); Ordem dos Médicos, Ordem dos Farmacêuticos e Sindicato dos Enfermeiros (apoio institucional) e ainda à Bug (responsável pela fantástica imagem do projeto). A todos eles o meu muito obrigado!

Programa

 

11h|Sessão de Abertura

Raul Mascarenhas – Presidente dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SMPS) – Em representação do Sr. Ministro da Saúde

Renato Póvoas – Guess What PR

 

11h20|Apresentação do estudo e-Health Inovação Portugal 2012

Rui Costa – Spirituc  – Investigação Aplicada

 

11h50|Análise às conclusões do estudo e-Health Inovação Portugal 2012

Paulo Moreira – Escola Nacional de Saúde Pública e Editor-in-Chief do International Journal of Healthcare Management

 

12h10| e-Health: A experiência em Espanha

Adolfo Muñoz Carrero – Especialista e investigador na área da Telemedicina e do e-Health no Institute of Health Carlos III, em Madrid.

Adolfo Muñoz Carrero é investigador da unidade Telemedicine and eHealth (Institute of Health “Carlos III”). Mestrado e Douturamento em engenharia de telecomunicações no Polytechnic University of Madrid, Espanha. Desde 1990 participa em vários projetos de investigação europeus para diversos Programas (RACE, ESPRIT, ACTS, AIM, IST, eTEN, CIP). É representante espanhol na CEN TC251-WG1, participa, entre outros projetos, no desenvolvimento da Norma Europeia das Comunicações EN13606-EHR, é membro do Committee 139 “Health Informatics” of AENOR, a agência de normalização espanhola.

 

12h40|

Perguntas e Respostas

 

13h00|

Encerramento