inovação

5 fatores essenciais para empresas inovadoras

Guess What Comunicação 9 Março, 2011

Inovação

1 – Identificar a inovação

2 – Ser capaz de gerir

3 – Criar metodologias formais de gestão da inovação

4 – Desenvolver a gestão da inovação

5 – Fomentar esta cultura empresarial de forma transversal

Guess What PR cria InovaComLab

Guess What Digital 3 Outubro, 2010

Inovação

A inovação é hoje uma alavanca incontornável para o sucesso das empresas, contribuindo decisivamente para uma maior vantagem competitiva no mercado. Neste sentido a Guess What PR lança agora o InovaComLab®, uma unidade da empresa que visa ajudar as organizações a encontrar inovadoras formas e ferramentas de comunicação e relacionamento com os diversos públicos.

Destinado a qualquer tipo de marca, independentemente do sector, abrangência geográfica ou estadio, este projecto pioneiro pretende encontrar caminhos alternativos e mais eficazes para chegar aos diversos stakeholders que, perante o actual paradigma da comunicação empresarial, estão hoje mais fragmentados e dispersos.

Para este propósito, e em função dos trabalhos angariados, será criada uma equipa de Gestores de Inovação Comunicacional (GIC) com competências técnicas a diversos níveis. Cada projecto terá uma abordagem única, sendo desenhado à medida do desafio do cliente e das necessidades identificadas.

Tal como a Guess What PR, o InovaComLab® tem como ADN a criatividade e o pensar out of the box. Aqui não existirá espaço para ideias pré-concebidas ou limites à imaginação. Estamos dispostos a correr riscos, pois sabemos que só assim conseguiremos ir mais longe e inovar verdadeiramente. Apesar de mais cómodas não nos iremos refugiar em falsas inovações”, refere Renato Póvoas, managing partner da Guess What PR. “A nossa estratégia passa por criar novos instrumentos de comunicação e conjugar os actuais de forma diferente, tendo sempre em conta o perfil da marca, públicos a que se destinam e respectivos objectivos de negócio. Por estarmos convictos dos resultados que daqui poderão advir, estaremos dispostos, sempre que o cliente pretenda, de partilhar o risco com ele e assumir uma remuneração baseada nos reais proveitos do projecto”, conclui o responsável.

 “A inovação sempre significa um risco. Mas ir ao supermercado de carro para comprar pão também é arriscado. Qualquer actividade económica é de alto risco e não inovar – isto é, preservar o passado – é muito mais arriscado do que construir o futuro”. Peter Drucker

Os profissionais do blogging…

guess what Comunicação, Relações Públicas 14 Janeiro, 2010

blogs

Artigo interessante no El País de hoje que aborda uma nova tendência na comunicação digital: a profissionalização de alguns bloggers. Será que vamos acompanhar esta tendência para o desenvolvimento de conteúdos comerciais nos blogs nacionais? E quais as implicações para a relação entre bloggers e seus seguidores?

As marcas mais faladas no Twitter

guess what Comunicação, Relações Públicas 16 Dezembro, 2009

twitter brands

Ao dia de hoje, 16 de Dezembro de 2009, marcas como a Apple, Blackberry, BMW, Ford, Sony, Starbucks ou MTV encontram-se entre as mais referidas no Twitter. Os dados são actualizados diariamente e podem ser consultados aqui.

É cada vez mais evidente que o consumidor “moderno” utiliza a Internet e as diversas plataformas ao seu dispor (redes sociais, blogs, microblogs, foruns…) não só para pesquisar informação mas também para expressar a sua opinião e estabelecer relações com comunidades em torno de determinado produto, empresa ou causa.

Algumas das questões que se colocam: o que fazem estas e outras marcas para gerir a sua presença e reputação online? Como interagem elas e como se envolvem com o consumidor a este nível?

Enterprise Social 2.0: Rip or ROI?

guess what Comunicação, Eventos, Relações Públicas 17 Novembro, 2009

links

O tema é actual. O título do evento é provocador mas pertinente.

Em plena fase de planeamento de 2010, fica a sugestão para um começo de ano em torno da comunicação 2.0. Aponte na sua agenda: 27 e 28 de Janeiro, em Amesterdão (ainda por cima a cidade é bem bonita!).

Todas as informações aqui.

Web 2.0 Summit

guess what Comunicação, Relações Públicas 22 Outubro, 2009

web2009

A ter em conta o Web 2.0 Summit, que decorre até hoje em São Francisco.

No site poderão ter acesso a notícias, vídeos das apresentações e dados curiosos sobre a utilização de redes sociais no mundo inteiro. O Facebook, por exemplo, processa actualmente 45 milhões de “status updates” diários. Muito se diz por aquelas bandas…

Twitter para tótós

guess what Digital 28 Setembro, 2009

fruta

Novos media implicam novas linguagens comunicacionais. Depois de todas as discussões geradas pelos puristas (e não só) da língua portuguesa face à nova “linguagem abreviada” utilizada pelos teens nas SMS, damos de caras com o twitter e com a necessidade de reduzir as nossas mensagens aos míticos 140 caracteres.

Neste capítulo, qualquer pessoa que tenha nascido depois da adesão de Portugal à CEE parece ter uma aptidão natural para substituir consoantes e suprimir vogais de um qualquer texto twitteriano.

Para os outros, existe o twitterative que, sempre que a síntese não parece suficiente, nos dá uma ajuda extra. Curioso, p enqt p txts em ingls.

A crise é inimiga da inovação

Guess What Comunicação 15 Dezembro, 2008

Ainda há dias Martin Lindstrom, expert em Marketing Sensorial, aquando da sua passagem por Lisboa, referia que “as marcas são prostitutas. Querem agradar a todos os clientes e não podem. Sendo que o problema reside no facto das marcas serem geridas pelos directores de marketing, que têm medo de ser despedidos”.

Concordo em absoluto com estas ideias. Os marketeers vivem hoje em dia aterrorizados pela crise económica e pelos efeitos que essa conjuntura provoca ao nível dos recursos humanos nas empresas. Têm receio de apostar em formatos e abordagens diferentes. Preferem os modelos convencionais, mesmo que estes proporcionem cada vez menores resultados. “Se sei que o anúnciozinho de televisão vai resultando, para quê mudar?”, dirão alguns.

De facto, utilizar os recentes instrumentos de comunicação, cuja eficácia é mais difícil de medir, é algo ainda muito distante para a maior parte dos marketeers que se encontram de pedra e cal nas empresas. A crise claramente não beneficia a inovação.

Os marketeers não são atrevidos e fogem de situações que os leve a assumir o risco. Claramente ainda não perceberam que o marketing tradicional morreu. Ou melhor, talvez já o tenham percepcionado mas recusam-se a dar o passo em frente. Agora a decisão é sua, se pretender ser vencedor, existe apenas um caminho: Inovar!

Para reflexão:

» “Um aspecto essencial da criatividade é não ter medo de fracassar.” Dr. Edwin Land

» “Um executivo que não sabe gerir a inovação é incompetente e inadequado para a sua função.” Peter Drucker