ranking

And the Oscar goes to…

guess what Comunicação 28 Fevereiro, 2013

Quem pensava que Steve Jobs conseguiu criar a marca mais poderosa do mundo, desengane-se. Se estivéssemos a falar de uma cerimónia de Óscares, a estatueta dourada de atriz principal seria entregue à Ferrari. De acordo com um estudo recente da consultora Brand Finance, que avalia o desempenho das marcas nos principais setores de atividade, é a fabricante italiana de automóveis que lidera o ranking das 500 marcas mais poderosas do mundo. Parece que, apesar de caminhar para os seus 100 anos, a Ferrari está longe de receber um prémio póstumo, a valer cerca de 2,7 mil milhões de euros.

Logo a seguir, os agradecimentos pelo Óscar de atriz secundária estariam a cargo da Google, que ocupa o segundo lugar do ranking da Brand Finance. Sergey Brin e Larry Page bem que se poderiam orgulhar de ver a sua tecnológica vestida de 52,1 mil milhões de dólares (cerca de 39 mil milhões de euros) na red carpet.

Vermelha é também a marca que surge na terceira posição. A valer 34,2 mil milhões de dólares (25 mil milhões de euros), a Coca-Cola, que nos habituou aos seus vídeos virais sobre felicidade, merecia um Óscar de melhor filme nesta cerimónia. Porque não?

Talvez para espanto de muitos, o quarto lugar foi entregue à PriceWaterhouse Coopers. A consultora que, apesar de valer menos que os seus colegas vencedores (16,4 mil milhões de dólares), também subiu ao palco. Pela cerimónia andaram também a Hermès, a Walt Disney, a Dior, a Johnnie Walker e a Nike.

Apesar do sucesso do iPhone e do iPad, a gigante da tecnologia Apple aparece na décima posição deste ranking. Mas sejamos francos e justos, não merece um Razzie Award.

No pódio das redes sociais

guess what Comunicação, Relações Públicas 22 Fevereiro, 2009

O país até pode estar na cauda de inúmeros rankings europeus, mas parece que no capítulo das “conquistas” continuamos a dar cartas… Destas vez a navegar on-line, mais propriamente nas redes sociais, somos os terceiros da europa. Notícia de hoje no DN aqui.