O Caso Carreira

Guess What Comentário à Atualidade, Comunicação 25 Junho, 2019

A história é curta. Alguém da assessoria de imprensa de David Carreira passou uma informação, que sabia ser falsa, a um meio de comunicação social.

Confiando na sua fonte, o meio publicou a notícia apenas para descobrir que tinha sido enganado.A informação – David detido nos EUA – era apenas uma forma de promover um novo videoclipe. 

Nada contra ter uma estratégia de promoção, que aliás é essencial. Muitos menos contra pensar e executar formas originais de fazer passar mensagens e de se manter relevante, mas mentir conscientemente a jornalistas é dar um tiro no pé e algo que um assessor se deve recusar a fazer.

Isso mesmo já foi “violentamente” expresso por Nova Gente, Magg ou Sábado. David Carreira terá, nesta altura, os jornalistas portugueses contra si e a mesma fonte que passou informação não verdadeira, dificilmente terá credibilidade para voltar a passar informação. 

Mas até que ponto o caso vai afetar a carreira de David? David comunica com a sua base de fãs através das redes sociais e aí, a sua fama parece intocável. Viram-se até manifestações de júbilo do próprio e dos fãs, depois de David revelar que era tudo um embuste.

David tem cerca de um milhão de seguidores no Facebook e mais 660 mil no Instagram. Estes não parecem incomodados com o caso e não parecem ter a ideia de deixar de seguir o jovem performer. Acresce a isto, o facto de David fazer parte da realeza portuguesa do entretenimento. 

Se há pelo menos um milhão de seguidores de David Carreira, os meios de comunicação social, sempre a lutar pelo equilíbrio financeiro, podem ignorar esse número e fazer um embargo a Carreira?

A meu ver, é fatal que tenha que se engolir um sapo gigante, e que David continue a ser notícia. Com dupla verificação de fonte. 

Francisco Chaveiro Reis, Corporate Division Manager